O primeiro turno das eleições deste ano está quase chegando. Está marcado para o 2 de outubro. Os eleitores devem votar nos representantes para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

No Paraná, 902 candidatos fizeram registro na Justiça Eleitoral para concorrer a uma das 54 cadeiras de deputado estadual na Assembleia Legislativa. Um índice de 16,7 candidatos por vaga.

O número de registros para a vaga no legislativo estadual é o maior de todos os outros cargos, representa 56,9% do total de candidaturas. Ao todo, 43 concorrem à reeleição, sendo 38 homens e cinco mulheres.

O cientista político, Emerson Cervi, explica que entre as atribuições dos deputados estaduais está a de legislar, além de fiscalizar o trabalho do governador.

Muito se fala na falta de renovação dos nomes dos representantes eleitos. O especialista aponta que este índice ainda é muito baixo, mas é algo que acontece não só no Paraná, mas em todo o Brasil.

Sobre a participação feminina nas eleições, o cientista político analisa que para este pleito o número ainda não é satisfatório, apesar de atender a porcentagem mínima exigia aos partidos.

A baixa candidatura do sexo feminino está intimamente ligada à menor profissionalização de mulheres na política.

Com mandato de 4 anos, os deputados estaduais participam das sessões plenárias do parlamento estadual e dos trabalhos das comissões. Atendem os eleitores de sua região, representantes de entidades, lideranças de diversos segmentos e órgãos governamentais.