Marcos Vagner de Souza, de 35 anos, surpreendeu a todos ao se entregar à Polícia Civil de Francisco Beltrão, a 440 km de Tibagi, onde a jovem Ísis Victoria Mizerski, de 17 anos, desapareceu no dia 6 de junho. A entrega ocorreu na noite desta segunda-feira (17), conforme informou o delegado-chefe da 19ª Subdivisão Policial (19ª S.D.P.), Ricardo Moraes Faria dos Santos.

Marcos, que trabalhava como vigilante e é pai de três filhos, se apresentou às autoridades por volta das 20h. Considerado foragido, ele era suspeito de envolvimento no desaparecimento de Ísis, com quem, segundo relatos, mantinha um relacionamento secreto. A jovem, que estaria grávida, foi vista pela última vez ao enviar uma mensagem para a mãe com sua localização próxima à PR-340, mensagem essa que foi posteriormente apagada. Desde então, o celular dela permanece desligado.

A esposa de Marcos informou que ele saiu para trabalhar em 16 de junho e não voltou para casa. Agora, após se entregar, ele foi encaminhado ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), onde aguarda os procedimentos legais.

Enquanto isso, a Polícia Civil continua investigando o caso, com diversas autoridades empenhadas nas buscas por Ísis. A história tem causado grande comoção, especialmente com a revelação da distância considerável entre onde o suspeito se entregou e o local do desaparecimento.

Por: CBN Ponta Grossa