Dar voz às mulheres. Inclusive na mídia. Essa é a ideia de um projeto que começou a ser colocado em prática pela Procuradoria da Mulher da Câmara Municipal de Curitiba, nesta terça-feira (24).

A iniciativa está sendo liderada pela vereadora Maria Leticia (PV), com foco no combate à discriminação de gênero na Câmara Municipal de Curitiba. De acordo com a Procuradora da Mulher, são poucas as vozes femininas nos nas diversas editorias do jornalismo diário. As fontes ouvidas geralmente são masculinas, o que para ela é um indicativo de que os homens acabam tendo preferência.

 

Nesta primeira fase, serão feitas visitas aos veículos de comunicação para sensibilizar editores, produtores e repórteres da capital sobre a importância de prestar atenção à quem é entrevistado.

 

A Procuradoria da Mulher foi criada em 2019 e desde então, tem realizado palestras sobre a conscientização de gênero. Ano passado, por meio da palestra “Queremos Todas Vivas”, a procuradoria da Mulher levou informações a 15 cidades e falou para 2,5 mil pessoas. Segundo Maria Letícia, esse tipo de ação complementa a rede que já existe, que segundo ela, pode ser melhorada.

 

No site da Câmara Municipal de Curitiba, há um espaço reservado para denúncias que podem ser feitas à Procuradoria da Mulher.