A Polícia Civil do Paraná (PCPR) informou que está apurando o caso de tiros disparados contra a sede do Partido dos Trabalhadores (PT) em Pontal do Paraná. Na noite de terça-feira (1º), perto de 23h, o Comitê Popular de Lutas do Balneário Santa Terezinha foi atingido por cerca de 10 disparos.

A Polícia disse em nota que “segue apurando o fato e realizando diligências que irão apontar se houve crime e qual. O registro a princípio é por disparo de arma de fogo”.

O presidente estadual do PT, o deputado Arilson Chiorato, entende que houve atentado, “uma forma de intimidação”, segundo ele.

De acordo com a nota emitida pelo PT, a Polícia Militar foi acionada, mas recusou atendimento alegando que as cápsulas foram recolhidas. No texto consta ,ainda, que o jurídico e o setor de Segurança Pública do PT estão acompanhando o caso para que a Polícia Civil dê prosseguimento às investigações. Até o momento o autor dos disparos não foi identificado.

A Polícia Militar do Paraná informou à CBN Curitiba, também por meio de nota, que não houve qualquer acionamento de ocorrência com denúncia de disparo de arma de fogo, nem de pessoas que tenham ouvido ou presenciado tal situação.