Uma nova variante do vírus Sars-Cov-2, foi identificada por pesquisadores do laboratório da FioCruz, no Rio de Janeiro. Chamada de BQ.1, ela já havia sido encontrada no Amazonas e é considerada uma evolução da cepa da Ômicron. Segundo Francisco Beraldi de Magalhães, médico infectologista, já há indícios que esta subvariante está chegando no Paraná.

No Paraná, de acordo com o último boletim epidemiológico emitido no dia 6 de novembro, foram 105 novos casos da doença, 29 deles nas últimas 24 horas. Ainda conforme o documento, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) no estado é de 83%. Já os leitos clínicos estão com taxas de 44% nas unidades de atendimento para adultos e 29% nas pediátricas.

Para o médico infectologista a preocupação maior é com as festas de fim de ano.

Os sintomas detectados na variante BQ.1 já são conhecidos pela população.

O Paraná tem uma cobertura de 98,9% de imunização da população contra a Covid-19 com apenas a 1ª dose do imunizante. Mais de 27 milhões e 800 mil vacinas foram aplicadas, mas ainda há a necessidade de que a população aplique as doses de reforço e permaneça com o calendário vacinal completo.