As aulas de artes serão mantidas nas cerca de 1,8 mil escolas da rede estadual do Paraná que oferecem os anos finais do ensino fundamental. Essa decisão da Secretaria de Estado da Educação (Seed-PR), divulgada nesta sexta-feira (13).

Segundo a pasta, a manutenção da disciplina em todas as turmas do 8º e 9º anos foi embasada em três princípios: diálogo com os representantes dos professores, análise de evidências educacionais e estudos orçamentários.

Por meio de nota a Seed-PR explicou, por meio de nota, que a manutenção da matéria representa um investimento de cerca de R$ 42 milhões por ano para beneficiar aproximadamente 160 mil alunos. Hoje, o Paraná tem 3,7 mil professores aptos a lecionar o componente curricular.

A matriz curricular deverá incluir também as aulas de pensamento computacional para o 8º e 9º anos ainda em 2023. Essas aulas de pensamento computacional são previstas pela legislação nacional, alinham o currículo paranaense às mais modernas práticas pedagógicas e preparam os nossos estudantes para as profissões do futuro.

Com a manutenção de artes e a inclusão de pensamento computacional, a Seed-PR também aumenta o número de aulas semanais em 1,3 mil escolas do Paraná, que passarão de 25 para 27 aulas por semana.

O anúncio da Seed vem logo após o Ministério Público do Paraná (MP-PR) emitir uma recomendação administrativa para que a resolução fosse revogada ou suspensa.