O Paraná é o 2º estado da região sul com maior número de denúncias de crimes eleitorais no aplicativo Pardal, do Tribunal Superior Eleitoral. De acordo com dados estatísticos disponibilizados pela plataforma do TSE, em 2022, foram 2.204 denúncias no estado, todas relacionadas a propaganda eleitoral irregular.

Segundo o TSE, caracteriza propaganda irregular a realização de showmícios, confecção, utilização ou distribuição de camisas, chaveiros, bonés e brindes. Além de propagandas em outdoors e divulgação em carro de som.

O aumento no número de denúncias de crimes eleitorais em 2022 foi de 10,62%, em comparação com o pleito de 2018, quando 1970 ocorrências foram registradas. O estado do Paraná, é o segundo com o maior número de denúncias, na região sul do país. O Rio Grande do Sul está em primeiro lugar, com 2.977 irregularidades.
Todas as ocorrências são analisadas e investigadas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), caso seja constatado o crime, é feita a abertura de ação civil pública contra os candidatos. Depois os processos são encaminhados para julgamento dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), as denúncias continuam sendo apuradas mesmo após o encerramento do primeiro turno.

As denúncias podem ser feitas pelo aplicativo Pardal, que pode ser baixado gratuitamente no smartphone. Para registrar a ocorrência, o usuário precisa informar o nome completo e o CPF, além de indícios que indiquem a existência da irregularidade, como vídeos, fotos ou áudios. O sigilo da denúncia é garantido pelo TSE.