O Paraná confirma 25.028 novos casos de dengue e mais 46 mortes. Os dados são do boletim semanal publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta terça-feira (18). De acordo com o documento, o atual período epidemiológico, que teve início em julho de 2023, soma agora 460 mortes, 505.893 diagnósticos confirmados e 860.550 notificações.

As mortes registradas no informe desta semana ocorreram entre 1º de março e 3 de junho. São 18 homens e 28 mulheres, com idades entre 3 meses e 92 anos, residentes em 27 municípios: Paranaguá, Curitiba, Ponta Grossa, Chopinzinho, Ampére, Boa Esperança do Iguaçu, Dois Vizinhos, Enéas Marques, Francisco Beltrão, Realeza, São Jorge D’Oeste, Foz do Iguaçu, Jesuítas, Nova Aurora, Quedas do Iguaçu, Boa Esperança, Cianorte, Santa Isabel do Ivaí, Maringá, Apucarana, Borrazópolis, Califórnia, Londrina , Pitangueiras, Sertanópolis, Assis Chateaubriand e Toledo. Desse total, 30 pessoas apresentavam comorbidades.

A Regional com mais casos confirmados é a 10ª RS de Cascavel. Na sequência estão a 17ª RS de Londrina, 8ª de Francisco Beltrão, 16ª de Apucarana, 15ª de Maringá e 11ª de Campo Mourão.

As cidades com maior número de diagnósticos positivos são Londrina, Cascavel, Maringá e Apucarana. Há 398 municípios com confirmações de dengue – apenas Agudos do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, não tem casos confirmados.

Informações sobre chikungunya e zika, transmitidas também pelo mosquito Aedes aegypti, são apresentadas no documento. Houve o registro de 23 novos casos de chikungunya, que soma 169 confirmações e 1.806 notificações da doença neste período epidemiológico no Estado.

Desde o início deste período não houve confirmação de casos de zika vírus. Há 136 notificações registradas.

*Com informações da AEN
Editado por Lucca Gomes com supervisão de Felipe Harmata