No Paraná, aproximadamente 1,5 milhão de imunizantes passaram do prazo de validade e aguardam a formalização de um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estabelecido por meio de um Termo de Cooperação Técnica com o Ministério da Saúde para ampliação da validade.

A Sesa informou à CBN nesta quinta-feira (17) que aguarda posicionamento oficial sobre o encaminhamento para as vacinas vencidas.

No início deste mês o secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, relatou a situação e falou sobre o pedido ao Ministério.

O Paraná registrou uma redução de 95% no número de vacinas aplicadas contra a Covid-19 no intervalo de um ano. O dado é da Secretaria de Saúde do estado.

Vale lembrar que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) liberou a aplicação da segunda dose de reforço (R2) ou quarta dose contra a Covid-19 em pessoas acima de 18 anos que tenham tomado a primeira dose de reforço (REF) há pelo menos quatro meses. Anteriormente, a recomendação era que essa dose fosse aplicada somente no público acima de 40 anos.

Em Curitiba, foram convocados os nascidos em 1985 para 4ª dose da vacina anticovid. Nesta sexta-feira (181), será a vez dos nascidos no primeiro semestre de 1985. Na segunda-feira (21), os nascidos no segundo semestre de 1985.

O chamamento atinge pessoas com 37 anos ou aquelas que completam essa idade até o fim do ano. A Secretaria Municipal da Saúde esclarece que para receber a 4ª dose é preciso ter recebido a 3ª dose há 120 dias ou mais.