Morar perto da Pedreira Paulo Leminski, no bairro Abranches em Curitiba, é um desafio, principalmente em dias de shows e eventos. Neste fim de semana moradores das ruas Theodoro Bruno Breithaupt e da Rua Clara Kuchenny ficaram sem internet e luz por algumas horas. Caminhões que transportavam equipamentos para o show do Iron Maiden romperam os fios dos postes das vias de acesso ao local.

Verônica Sousa entrou em contato pelo WhatsApp da CBN Curitiba. É moradora do bairro há 10 anos. Enviou fotos e vídeos dos fios caídos que comprovam, segundo ela, o descaso das autoridades para solucionar o problema.

Rosane Oleszczuk, moradora da região há 12 anos, conta que desde 2019 os vizinhos se uniram em um grupo no WhatsApp para buscar soluções. A cada evento eles reúnem um extenso material de registro das ocorrências.

Os prejuízos se somam aos que dependem da internet e da luz também para trabalhar. E, de acordo com o presidente da Associação dos Moradores da região Norte de Curitiba, Demilson Andrade, em dias de eventos as reclamações não param: cinco a dez chamadas de moradores que querem desabafar e pedir ajuda.

As reclamações vão além dos fios rompidos. É o barulho acima e fora do horário permitido, confusão no trânsito e estragos no asfalto das ruas.

Por meio de nota, a Copel informou à CBN Curitiba  que “atendeu, na sexta-feira (26) e no sábado (27), duas ocorrências em que cabos de telecomunicações rompidos resultaram em avarias na rede de energia elétrica, nas ruas Clara Kuchenny e Theodoro Bruno Breithau, ambas próximos à Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba. Os cabos de telefonia foram rompidos por veículos altos, por isso gerou, também, danos à rede de energia da Copel”