Auxiliares diretos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) querem que ele pare de falar sobre o senador Sergio Moro (União Brasil-PR). Ontem (23) Lula declarou que o plano de integrantes do PCC para matar autoridades, entre elas Moro, seria armação o senador. Este é o tema do comentário desta sexta-feira (24), de Luiz Geraldo Mazza.