A 15ª Vara Federal de Curitiba realizou nesta quarta-feira (9) o leilão da sub-sede do Paraná Clube na avenida Kennedy, mas não houve interessados. O lance mínimo exigido era de aproximadamente R$ 62 milhões. Um novo leilão será marcado ainda este mês e com valor mínimo menor. O clube, no entanto, tenta a anular o pregão baseado no fato de que o imóvel foi uma doação da prefeitura de Curitiba em 1958 ao Esporte Clube Água Verde, extinto em 1971.

Adiado várias vezes, este leilão foi motivado por uma dívida do Paraná com o Banco Central, em torno de R$ 35 milhões. O débito é referente a supostas irregularidades nas transferências de jogadores para o exterior, como Ricardinho, que foi para o Bordeaux, da França, em 1997.