Em 1992, nascia o Grupo Dignidade, uma organização sem fins lucrativos, fundada para lutar pelos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais, o grupo LGBTI+. Para comemorar os 30 anos de ativismo, o grupo decidiu homenagear quem ajudou a construir essa história com a entrega do Prêmio [email protected]. O fundador e atual diretor executivo do Grupo Dignidade, Toni Reis, fala sobre as conquistas que merecem ser lembradas e que fazem a diferença na vida da comunidade LGBTI+.

Ao longo das últimas três décadas, a batalha contra a violência nunca deixou de ser travada. Em 2021 ao menos 300 pessoas perderam a vida para a violência LGBTfóbica no país, número que representa um aumento de 8% em relação a 2020. Com uma morte registrada a cada 29 horas, o Brasil segue na liderança do ranking de países que mais matam homossexuais. Os dados são do relatório “Mortes Violentas de LGBTI+ no Brasil – 2021”. Toni Reis acredita que alguns setores ainda precisam ser sensibilizados.

A entrega do prêmio será no Cine Passeio, que ganhou as cores da bandeira LGBTI+.

 

Serviço
A cerimônia de entrega do prêmio será realizada às 19 horas do dia 14 de março de 2022 no Cine Passeio, na Rua Riachuelo, 410, Centro, Curitiba-PR.