O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, defendeu a construção de diálogo entre partidos sobre as propostas que tramitam na Câmara e a punição a parlamentares que se desviem da ética da profissão. A fala de Lira ocorreu nesta quinta-feira (13) durante o IX Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral em Curitiba.

A participação do presidente da Câmara tinha como tema o diálogo entre os poderes em uma democracia. Lira enfatizou que todos os lados devem “sentar na mesa” e discutir os projetos e ideais com respeito.

Com a expectativa para as eleições municipais em outubro deste ano, um dos cenários mais discutidos no congresso é a polarização política e os limites para debates construtivos, mesmo que divergentes.

Em sua participação, o presidente da Câmara disse que parlamentares que causem brigas ou partam para agressões durante discussões mais polêmicas devem ser punidos.

Ao fim de sua fala, o parlamentar também comentou sobre os caminhos que o país pode seguir para melhorar os debates democráticos e também o papel da Câmara em processos decisórios. Lira avaliou que há uma participação cada vez maior da população na atuação dos poderes em Brasília, mas que o país precisa melhorar em pontos como controle fiscal e meio ambiente.

O IX Congresso de Direito Eleitoral acontece até o dia 15 de junho em Curitiba e promove discussões nos contextos político e social vividos no Brasil, principalmente durante períodos eleitorais.