Deputados estaduais repercutem o pedido de explicações feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a situação das praças de pedágio desativadas no Paraná.


A Frente Parlamentar do Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná encaminhou ação junto ao Tribunal de Contas da União, com dados sobre as praças que estão desativadas desde novembro do ano passado. O primeiro secretário da casa, deputado Luiz Claudio Romanelli, espera esclarecimentos por parte da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

O deputado Arilson Chiorato denunciou o abandono das rodovias e pontos de cobrança das tarifas.

O presidente do legislativo, Ademar Traiano, reforçou que a assembleia tem feito a parte dela, dando suporte técnico ao trabalho dos parlamentares.

Romanelli finalizou alertando sobre os problemas que devem ser resolvidos, até que um novo modelo de pedágio seja colocado em prática no Paraná.

Ouça a matéria completa: