As novas antenas com tecnologia 5G vão ser instaladas no Parque Barigui e no Palácio Iguaçu. A princípio será disponibilizada uma frequência com menor capacidade para em julho, ser oficializada qualidade 5G, segundo cronograma da Anatel.

O novo modelo de transmissão vai exigir adaptações físicas para que possa ser adotado, incluindo uma quantidade até dez vezes mais antenas que o 4G. Mas o investimento deve compensar, segundo o especialista do centro de pesquisa e tecnologia do Lactec, Luciano Kartens.

 

A faixa de 3,5 GHz (gigahertz), será administrada pela empresa vencedora do leilão da Anatel, a Tim, que fechou parceria com a prefeitura de Curitiba para oferecer uma série de soluções para evolução do conceito de cidades inteligentes e a melhoria da vida dos clientes. Mas para ter acesso á nova tecnologia, será preciso mexer no bolso, de acordo com Luciano.

 

Curitiba está entre as sete capitais do país, aptas a cumprir as exigências da Anatel que preveem construções necessárias para que a qualidade do sinal não seja afetada.