Curitiba deve iniciar o calendário de vacinação contra a Covid-19 com doses de reforço bivalentes em idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência a partir de 27 de fevereiro, seguindo o anúncio do Ministério da Saúde sobre o Programa Nacional de Vacinação deste ano.

De acordo com a secretária municipal de saúde, Beatriz Battistella Nadas, a pasta aguarda o recebimento das doses para o planejamento e distribuição. A imunização será nos mesmos moldes das campanhas anteriores.

A secretária reforça que a doença ainda está em circulação, e a nova vacina já virá atualizada. O esperado é uma boa adesão por parte da população.

Pelo calendário do Programa Nacional de Vacinação, em março será a vez da população com mais de 12 anos e também das crianças e adolescentes.

Também está previsto para abril intensificar a campanha de vacinação contra a influenza, antes da chegada do inverno. Já em maio, deve ocorrer uma ação de multivacinação contra a poliomielite e o sarampo nas escolas.

Na capital, a cobertura vacinal contra a covid-19, considerada toda a população, é de 89,7% para a primeira dose e 85,2% para a segunda dose ou a dose única. Considerando o público com 3 anos ou mais, a cobertura sobe para 92% com a primeira dose e 88,9% com a segunda ou dose única. Os dados foram divulgados pela Prefeitura no dia 20 de janeiro deste ano, quando completou dois anos de imunização contra a doença na cidade.