Um homem de 31 anos, suspeito de abusar sexualmente de um adolescente, além de produzir e armazenar material de pornografia infantojuvenil, foi preso nesta segunda-feira (24), no bairro Cidade Industrial, em Curitiba. Segundo a Polícia Civil do Paraná foram encontradas 74 fotos e vídeos com conteúdo de pornografia infantojuvenil. Em 15 arquivos o suspeito aparecia.

De acordo com o delegado José Barreto, do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), ainda não se sabe a identidade das vítimas. O caso foi descoberto após monitoramento e investigação.

O homem foi detido enquanto trabalhava. Um celular foi apreendido e deve passar por perícia.

Há também outro caso, registrado na semana passada. Um homem de 62 foi preso, suspeito de estupro, produção e armazenamento de material de pornografia infantojuvenil e também por se passar por policial federal. A prisão foi em Araucária, Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo o delegado, o indivíduo criava perfis fakes nas redes sociais, se passando por policial federal, para ameaçar a vítima e, posteriormente, abusar sexualmente. Uma jovem, que na época tinha 14 anos, foi quem denunciou o caso. O primeiro contato com ela foi pelas redes sociais. O pedido era por fotos íntimas. Na sequência o suspeito foi até a casa dela.

A partir de então vieram chantagens e ameças. Aos 17 anos ela teria sido abordada novamente.

No momento da prisão foram apreendidos celulares, computador e pendrive, que devem passar por perícia.

Os dois seguem presos e os casos serão encaminhados para o Ministério Público do Paraná.