A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba registrou mais 183 novos casos de covid-19 e uma morte, nesta segunda-feira (9). A vítima foi uma moradora da capital, uma mulher de 86 anos de idade.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus foram contabilizadas 8.495 mortes em Curitiba e esta semana deve chegar a 8500 mortes em decorrência da doença.

Para o infectologista e professor de medicina da Universidade Positivo, Marcelo Ducroquet, esses números ainda tendem a aumentar.

O infectologista alerta sobre o risco de se expor ao vírus sem estar devidamente imunizado.

Em números gerais, mais de 84% dos moradores de Curitiba já tomaram a segunda dose da vacina anticovid, o que corresponde a mais de 1,6 milhão pessoas, e mais 1,1 milhão, o que representa 57% da população, já foi imunizada com a dose de reforço.

De acordo com a secretária de Saúde de Curitiba, Beatriz Battistella, a alta cobertura vacinal ajuda a diminuir tanto o número de casos quanto o de mortes, mas o vírus ainda circula e causa preocupação nas autoridades de saúde.

Beatriz Battistella explicou os riscos de contrair a forma grave da doença por pessoas que não se vacinaram ou não completaram o esquema vacinal.