A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba convoca, a partir desta segunda-feira (10), as pessoas com comorbidades para receber a vacina bivalente anticovid (reforço) e também a vacina contra a gripe. São aguardados os 76 mil convocados deste grupo: pessoas com comorbidades de 6 a 59 anos para a vacinação contra a gripe e pessoas de 12 a 59 anos com comorbidades para a vacina bivalente contra a Covid-19.

Com essa nova convocação, Curitiba conclui o chamamento para a vacina bivalente anticovid de todo o público prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

As duas vacinas (contra a gripe e contra a Covid-19) podem ser aplicadas juntas. Não há necessidade de intervalo entre elas.

Os imunizantes estarão disponíveis em 107 unidades de saúde. A lista está disponível no site Imuniza Já Curitiba.

Pessoas com comorbidade já acompanhadas pelo SUS Curitibano ou vacinadas anteriormente como parte deste grupo não precisam apresentar comprovação da condição. Pacientes que ainda não tenham sido vacinados como parte do grupo de pessoas com comorbidade devem apresentar alguma documentação que comprove a condição.

Para se vacinar, além de ser morador de Curitiba, é preciso apresentar documento de identificação com foto.

Outros grupos para vacina contra a gripe

Além disso, a secretaria convoca a partir de segunda-feira (10) mais grupos prioritários para a vacinação contra a gripe, de acordo com a secretária municipal de saúde, Beatriz Batistella.

A vacina contra a gripe oferecida pelo SUS é trivalente e protege contra a cepa da influenza B, influenza A H1N1 e influenza A H3N2 (que causou o surto mais recente de gripe no último ano). A vacina é contraindicada para menores de 6 meses e para pessoas que tiveram reação anafilática grave em doses anteriores.

Confira mais sobre os públicos-alvo da campanha de vacinação contra a gripe:

Público já convocado para se vacinar contra a gripe

  •  Pessoas com 60 anos ou mais
  •  Crianças com 6 meses a menores de 6 anos
  •  Trabalhadores de saúde
  •  Acamados (aplicação na residência)
  •  Indígenas (pelo Distrito Sanitário Tatuquara e equipes do Consultório na Rua)
  •  Moradores e trabalhadores de instituições de longa permanência (aplicação na residência)

A partir de 10/4:

  •  Gestantes e puérperas (mulheres que passaram por parto há até 45 dias)
  •  Pessoas com comorbidades
  •  Profissionais da educação
  •  Pessoas com deficiência permanente
  •  Caminhoneiros
  •  Trabalhadores do transporte coletivo
  •  Forças armadas, de segurança e salvamento

* Com informações da SMS