Nesta segunda-feira (28) a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba ampliou a aplicação da 4ª dose da vacina anticovid. De forma escalonada os nascidos entre 1988 e o primeiro semestre de 1990, estão sendo chamados.

Além disso, bebês a partir de 2 anos, 11 meses e 29 dias até os nascidos em 30 de junho de 2020, seguem recebendo as primeiras doses, também de maneira escalonada. Este grupo ainda não teve ampliação, pois depende do número de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. Alvides Oliveira, médico e diretor do Centro de Epidemiologia da SMS, explica como está o andamento da vacinação na capital.

A preocupação aumenta na medida em que há também uma elevação no número de casos do novo coronavírus na capital, atrelados, principalmente as subvariantes da Ômicron. São quase 9 mil casos ativos da doença, de acordo com o Painel da Covid da SMS. Na última sexta-feira (25), a média móvel subiu para 1.291 contaminados, frente a 307 registrados no dia 15 de novembro.

A nova convocação da SMS para a 4ª dose, equivale ao 2º reforço para os vacinados na 1ª dose com Pfizer, Astrazeneca e Coronavac. Para os vacinados com Jannsen na 1ª dose, a 4ª dose equivale ao 3º reforço.

Segunda-feira (28/11) – Nascidos no 1º semestre de 1988
Terça-feira (29/11) – Nascidos no 2º semestre de 1988
Quarta-feira (30/11) – Nascidos no 1º semestre de 1989
Quinta-feira (1º/12) – Nascidos no 2º semestre de 1989
Sexta-feira (2/12) – Nascidos no 1º semestre de 1990

Na semana passada, a capital paranaense atingiu a marca de mais de 5 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19. De acordo com dados do painel Imuniza Já da SMS, a cobertura da vacinal está em 89,7% do público total, com ao menos uma dose. Cerca de 85% receberam a segunda dose ou dose única. Entre as crianças, os dados mostram que 94,4% da população com 5 anos ou mais está protegida com, pelo menos, uma vacina. Enquanto 90,1% receberam duas doses ou dose única.

O último lote de vacinas recebido pela Secretaria de Saúde de Curitiba foi em 22 de novembro, quando cerca de 70 mil doses, entre pediátricas, baby e imunizantes para a população em geral foram entregues pelo Ministério da Saúde. Não há registro de falta de vacinas e a preconização é para que a população busque estar em dia com as doses de reforço.

Além disso, a SMS reforça, que quem não pode comparecer na data prevista para receber a vacina conforme a idade, deve buscar as Unidades de Saúde para a repescagem, que é contínua, e acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Em dias de jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o horário de atendimento pode variar.

Nesta segunda, (28/11), as UBS fecham às 12h e reabrem às 15h30 para vacinação. Os locais de vacinação podem ser conferidos no site Imuniza Já da prefeitura de Curitiba, já que para crianças 10 unidades específicas fazem o atendimento.

Com informações da assessoria