A redução de 95% no número de vacinas anticovid aplicadas em todo o Estado, entre outubro de 2021 e outubro deste ano, chama a atenção da Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa). O órgão faz um alerta para que a população compareça aos postos de saúde para tomar a dose de reforço.

Segundo Da Rede Nacional de Dados de Saúde (RNDS), que está no Vacinômetro Nacional, do Ministério da Saúde, em outubro de 2021 houve registro de quase 2,5 milhões de doses, da vacina contra a Covid-19, aplicadas. Já em outubro deste ano, consta pouco mais de 120 mil aplicações.

Essa queda acentuada fez com que a Secretaria de Estado da Saúde voltasse a alertar para a importância da retomada da vacinação contra o coronavírus. De acordo com a secretaria, há imunizantes disponíveis e, com a circulação de novas variantes, existe a necessidade de prevenção da população.

Sobre as cepas da doença, o médico intensivista do Hospital VITA Curitiba, Fernando Henrique Gonçalves, disse que a área da saúde está atenta aos novos casos.

Segundo Fernando Henrique Gonçalves, a subvariante da Ômicron já é detectada no país.

Com quase 28 milhões de doses do imunizante anticovid aplicadas, o Paraná ocupa a 5ª colocação entre os estados que mais vacinaram no país. Desse total, cerca de 10 milhões foram para aplicações de primeiras doses (D1), mais de nove milhões destinadas para segundas doses (D2), 338 mil doses únicas (DU), pouco mais de seis milhões para primeiras doses de reforço (REF), quase 1,5 milhão de doses do segundo reforço (R2) e cerca de 450 mil doses adicionais (DA).

A Sesa informa que a segunda dose de reforço, R2, ou quarta dose, é recomendada pelo Ministério da Saúde para pessoas a partir de 40 anos. Contudo, os municípios que têm doses estimulam a vacinação do público mais jovem.

Em todo o Paraná, mais de 715 mil pessoas ainda não tomaram nenhuma dose da vacina contra a Covid-19.

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, todas as pessoas que estão com doses atrasadas ou que ainda não tenham se vacinado contra a doença devem procurar uma Unidade de Saúde mais próxima para tomar a vacina. Os imunizantes estão disponíveis nos 399 municípios do Estado.