Quem vai ao supermercado já percebe há meses a alta no preço do leite. Para o consumidor final o valor já chega a R$ 9 reais o litro, mas o preço de referência do leite padrão também teve um aumento. Segundo o Conseleite-PR, em junho deste ano o aumento foi de 17%. Os números de julho estão sendo fechados e serão divulgados na próxima semana.

Nicolle Wilsek, técnica do departamento técnico e econômico do Sistema FAEP/SENAR-PR, afirma que já em julho havia uma previsão, uma tendência de reajuste acima dos R$0,50 para o litro do leite

A técnica explica como funciona a precificação do leite e que não há divisão de valores.

Além da falta de leite, contribuem para esse cenário, os reflexos pós-pandemia do coronavírus e a Guerra da Ucrânia, que pressionam a inflação no Brasil e do mundo. Os altos custos de produção do leite brasileiro também têm levado os produtores a reduzirem a oferta, mexendo diretamente no equilíbrio da oferta e demanda dos lácteos.

Entre junho e julho, o preço do litro de leite integral aumentou nas 17 capitais segundo a última Pesquisa Nacional da Cesta de Alimentos feita pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Em todo o Brasil o aumento foi de 26,73%.