Em seu comentário nesta quinta-feira (17), Luiz Geraldo Mazza fala sobre a previsão de furo no teto de gastos.