Em seu comentário nesta segunda-feira (26), Luiz Geraldo Mazza comenta sobre a interpretação da Corte dos Estados Unidos sobre aborto.