A Travessia de Guaratuba segue operando com apenas duas embarcações desde que o ferry-boat Piquiri foi levado para Santa Catarina, onde passou por reformas na estrutura e também na parte mecânica.

Na manhã desta terça-feira (27), o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) informou que a travessia estava sendo realizada com tempo de espera entre 30 e 45 minutos, considerado normal para o trajeto.

No entanto, a expectativa é de aumento do movimento durante esta semana, já que mais de um milhão de veranistas são esperados no litoral do Paraná, segundo o Governo do Estado. O terceiro ferry-boat deveria ser liberado no sábado (24), mas um teste realizado nas águas detectou a necessidade de substituição de uma peça no motor de bombordo, de acordo com o DER-PR.

A promessa era de que a manutenção fosse feita nesta segunda (26), com a estimativa que o ferry-boat volte a operar na sexta (30).

A rádio CBN Curitiba entrou em contato com a Internacional Marítima, concessionária responsável pela operação da Travessia, e com o DER, e aguarda um retorno sobre os testes e se os prazos serão cumpridos desta vez.