Começa hoje e vai até domingo (12 a 18) mais uma edição da Negroni Week, festival que enaltece o clássico drinque italiano e é celebrado em mais de 90 bares de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina.

O evento, presente em mais de 190 países, tem como finalidade estimular os amantes de Negroni, drinque mais consumido no mundo em 2021, segundo a Drinks International, a conhecerem novas criações autorais desse coquetel em diferentes bares do mundo.

Em Curitiba são cinco os bares/restaurantes participantes, a saber:

Ambar

Rua Coronel Dulcidio 918, Loja 1 – Batel

(41) 99902-0327

Fun’iki

Rua Desembargador Motta 2311 – Centro

(41) 99177-2727

Ginger

Rua Saldanha Marinho 1220 – Centro

(41) 99122-2327

Grés Gastronomia

Rua Saldanha Marinho 1582 – Centro

(41) 3402-6270

Taj Bar

Rua Bispo Dom José 2302 – Batel

(41) 99117-2240

Cada um dos estabelecimentos participantes da 10º Negroni Week vai oferecer a bebida em sua concepção clássica e mais duas versões autorais do drinque.

Como surgiu

Quando a clube soda (ou água com gás) entrou na receita do Milano Torino, coquetel italiano de Campari e vermute, nasceu o Americano. E o Americano é considerado o pai do Negroni.

O Negroni surgiu por volta do ano de 1919 em Florença, na Itália, quando o conde Camillo Negroni pensou em pedir um coquetel Americano, mas decidiu que era hora de mudar. Ele solicitou um toque de gim ao invés da clube soda, inspirando por sua última viagem a Londres.

O barman acrescentou um enfeite de laranja em vez de uma rodela de limão do Americano para indicar a nova bebida que ele havia criado. Em Florença, a inovação do conde ficou conhecida como Americano do conde Negroni…