O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) informou que motoristas que circulam pela BR-277 enfrentam congestionamento na manhã desta segunda-feira (12).

Próximo do km 42, onde acontecem obras de reparos na área onde um desmoronamento de pedras interditou parte da rodovia em outubro, os condutores encontram filas de dois quilômetros no sentido litoral e de cinco quilômetros no sentido Curitiba.

Em entrevista à CBN na quinta-feira (8), o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Paraná, Hélio Gomes da Silva Júnior, contou que as obras de reparos na rodovia podem terminar até o final do mês.

Antes, a previsão informada era de que o trecho seria liberado apenas em janeiro. A empresa terceirizada contratada para realizar reparos na área já está atuando no local.

Por meio de nota, o DNIT informou que contratou serviços para implantação de telas de alta resistência e contrafortes de concreto na altura do quilômetro 41,5, com estimativa de conclusão desse serviço dia 22 de dezembro. Nas outras duas quedas de barreira, os km 40,0 e 41,3, o DNIT realiza inspeções técnicas com geólogos e realiza levantamentos topográficos dos dois locais, com o equipamento do tipo laser scanner aéreo (com drone). Para esses locais, ainda não há data definida para a conclusão dos trabalhos.

Por: Bruno de Oliveira