Torcedores brigaram durante o jogo entre Maringá e Athletico, nesta quarta-feira (26), no estádio Willie Davids, em Maringá. Mastro, cadeiras e pedaços de madeira foram usados no confronto, no qual atleticanos invadiram a área reservada ao público local. Ninguém ficou ferido, mas nesta quinta-feira (27) a diretoria divulgou uma nota, na qual afirma que vai consultar a Federação Paranaense de Futebol sobre a possibilidade que os próximos jogos na cidade do norte do estado tenham apenas a torcida maringaense.

Ao repudir a violência, o Maringá destacou a ação do 4º Batalhão da Polícia Militar de Maringá. “No espaço onde houve o confronto, encontravam-se cinco seguranças do Clube que, devido ao número de baderneiros envolvidos, não conseguiram conter, de imediato, o avanço e o vandalismo perpetrado pela torcida visitante, o qual foi efetivamente neutralizado após a atuação da equipe policial presente, que evitou que a confusão se alastrasse”, frisa a nota.

Válido pela segunda rodada do Campeonato Paranaense, o jogo não teve gols, mas contou com um bom público: 5.500 pessoas.