Os alimentos e bebidas foram os itens que mais tiveram alta da inflação em 2022 em Curitiba. A alta de preços no ano foi de 11,6%, acima dos 7,9% de 2021. Os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, foram divulgados nesta terça-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na capital do Paraná, a inflação oficial fechou 2022 em 5,2%. Vale lembrar que o acumulado da inflação de 2021 estava em 12,7%. O economista Daniel Poit, lembra que os índices mostram o quanto os preços cresceram no período, e que dezembro teve um índice maior que novembro do ano passado, por exemplo.

Os gastos com saúde e cuidados pessoais ficaram 11,4% mais caros no ano passado na capital. Já o grupo de despesas vestuário teve a maior variação no mês: 18%.

O economista lembra que os transportes ajudaram a frear o IPCA de 2022, ao registrar deflação (queda de preços) de 1,2% no ano. Esse grupo de despesas havia acumulado inflação de 21% no ano anterior.

 

Em 2022 o custo de vida em Curitiba aparece entre as menores do País, em quinta posição, atrás de Porto Alegre (3,6%), Belo Horizonte (4,6%), Vitória (5%) e Campo Grande (5,1%).